Golpe do Consignado: principais golpes, como identificar, como proceder caso seja vítima e como denunciar

O golpe do consignado de aposentados é uma fraude que tem se tornado cada vez mais comum no Brasil e muitas pessoas têm sido vítimas dela.

Os golpistas se passam por representantes de bancos ou instituições financeiras e oferecem empréstimos consignados com taxas de juros muito baixas.

Facilitam a forma de fechar o tal empréstimo afirmando que a vítima não precisa se preocupar com as formalidades.

Eles solicitam informações pessoais e financeiras da vítima, como nome completo, CPF, data de nascimento, número do benefício previdenciário e dados bancários, entre outros.

Por isso, é muito importante que as pessoas se protejam contra o golpe do consignado.

Neste post vamos mostrar como alguns golpistas agem e dicas para você se proteger.

1. Como funciona o golpe do consignado de aposentados?

Os golpistas usam uma série de métodos para enganar suas vítimas.

Golpe 1 – Contato direto

No geral, eles entram em contato com a pessoa por telefone, e-mail ou mensagem de texto, se passando por representantes de bancos ou instituições financeiras que fazem empréstimos.

Eles oferecem empréstimos consignados com taxas de juros muito baixas afirmando que a vítima tem direito a esse tipo de crédito.

Eles possuem uma conversa envolvente e dão segurança e em seguida solicitam informações pessoais e financeiras da vítima, como nome completo, CPF, data de nascimento, número do benefício previdenciário e dados bancários, entre outros.

Com essas informações em mãos, eles realizam empréstimos em nome da vítima sem o seu conhecimento ou consentimento.

Golpe 2 – Link do Banco

Outro método utilizado pelos golpistas é enviar links maliciosos por e-mail ou mensagem de texto.

Se a pessoa clica nesses links é direcionada para sites falsos que imitam a aparência de sites de bancos ou instituições financeiras legítimas.

Nesses sites, os golpistas solicitam informações pessoais e financeiras da vítima, como se estivessem prestando um serviço de verdade.

Golpe 3 – Selfie para validar

Esse é bem mais trabalhoso, mas muita gente acaba caindo.

Por mensagem, pelo Whatsapp ou Telegram, que são os aplicativos mais comuns de comunicação, eles entram em contato com os aposentados e pensionistas fazendo o mesmo tipo de oferta que falamos antes.

A malandragem é tão grande que chegam a fazer chamadas de vídeo com as pessoas, sempre alguém bem apresentável e de boa conversa.

Pessoas envolvidas e dando todos os dados, finalizam o golpe pedindo para a pessoa tirar uma selfie (foto).

Nessa modalidade, os golpistas conseguem ampliar o estrado, além de realizarem os empréstimos consignados, conseguem abrir contas bancárias em bancos digitais pelo celular.

Golpe 4 – Aumento do Limite do Cartão de Crédito

Hoje é possível o aposentado usar parte da sua aposentadoria para colocar no limite do cartão de crédito. Ficando o valor liberado da aposentadoria como limite do cartão de crédito.

O golpe é o aumento do limite do cartão de crédito consignado sem a solicitação do cliente.

Usando informações pessoais e financeiras, obtidas nesses contatos por mensagens, os golpistas “vendem” essa facilidade de aumentar o limite do cartão de crédito da vítima.

O prejuízo nesse caso é que o golpista pode usar o limite sem que a vítima perceba.

Se o cliente não verificar a fatura do cartão de crédito consignado regularmente, pode levar algum tempo para perceber o golpe, geralmente somente na data de vencimento da fatura.

Esses são os métodos mais usados.

Por isso, é importante estar atento e seguir algumas dicas para evitar cair em fraudes financeiras.

2. Dicas para se proteger do golpe do consignado de aposentados: o que fazer para evitar fraudes financeiras

Para evitar cair nesse tipo de golpe, é importante seguir algumas dicas simples, que podem fazer a diferença na hora de proteger seu patrimônio financeiro.

Dica 01 – Desconfie de ofertas muito vantajosas e verifique a origem da oferta

Desconfie de ofertas de empréstimos consignados com taxas de juros muito baixas, descontos em folha de pagamento ou outras vantagens muito grandes.

Verifique a origem da oferta, se é de um banco ou instituição financeira reconhecida, e pesquise sobre a reputação da empresa antes de fechar qualquer negócio.

Dica 02 – Nunca forneça informações pessoais ou financeiras por telefone ou e-mail:

Nunca forneça informações pessoais ou financeiras por telefone ou e-mail, especialmente se a oferta parecer suspeita.

Instituições financeiras legítimas não costumam solicitar informações pessoais ou financeiras dessa forma.

Dica 03 – Verifique sempre a identidade de quem está entrando em contato com você

Antes de fornecer qualquer informação pessoal ou financeira, verifique sempre a identidade do representante do banco ou instituição financeira que está entrando em contato com você.

Peça o nome completo, o número de identificação do funcionário e o número do telefone de contato da instituição financeira.

Fazendo isso, o golpista vai ver que você está preparado e já desiste.

Dica 04 – Se suspeitar de um golpe do consignado de aposentados, entre em contato com o banco ou instituição financeira imediatamente

Se suspeitar de um golpe, entre em contato imediatamente com o banco ou instituição financeira que a pessoa falou que é representante.

Informe sobre a situação e verifique se há alguma transação não autorizada em seu nome.

Dica 05 – Registre uma denúncia na Polícia ou no Procon

Essa é uma boa medida para que as autoridades possam investigar e tomar as medidas necessárias:

Registre uma denúncia na Polícia ou no Procon para que as autoridades possam investigar e tomar as medidas necessárias.

Mesmo que você não feche nada com a pessoa que entrou em contato, o seu registro pode ajudar a criar estatísticas e provocar a ação das autoridades para combater esses crimes.

Dica 06 – Sempre confira o extrato da conta aposentadoria

Acompanhar e pedir o extrato da conta aposentadoria é muito importante.

Nele você consegue ver toda a movimentação financeira. Nele aparecem os empréstimos consignados e os limites liberados para serem usados no cartão de crédito.

É bom também verificar a fatura do cartão de crédito consignado com frequência e examinar cada lançamento de compra ou saque com cuidado.

Seguindo essas dicas, é possível se proteger contra o golpe do consignado de aposentados e evitar prejuízos financeiros e transtornos.

É importante estar sempre atento a possíveis fraudes e desconfiar de ofertas muito vantajosas ou suspeitas.

Fale conosco

A Mozzer Advocacia analisa e cuida para que você receba o melhor benefício possível

3. Como proteger os seus dados no INSS?

Proteger seus dados no INSS é fundamental para evitar que terceiros mal-intencionados usem suas informações pessoais e financeiras para aplicar golpes.

O Meu INSS é a plataforma usada pelo aposentado onde constam todas as informações sobre a concessão da aposentadoria, extratos, pedidos, ou seja, toda a vida do aposentado.

Aqui estão algumas dicas para proteger seus dados no Meu INSS:

  • Mantenha sua senha segura

É importante nunca compartilhar sua senha do Meu INSS com terceiros.

Use senhas seguras que incluem letras, números e caracteres especiais, como @ ou #, por exemplo.

E não armazene suas senhas em locais fáceis de encontrar, como anotações em papel, tela de celular, costas do cartão do benefício.

  • Verifique seu extrato

Não só no caixa eletrônico onde saca o dinheiro, mas também acesse regularmente seu extrato no Meu INSS para verificar se há atividades não autorizadas em seu nome.

  • Atualize suas informações de contato

Verifique se suas informações de contato, como número de telefone e endereço de e-mail, estão atualizadas no Meu INSS.

Isso garantirá que você receba notificações importantes do próprio INSS e possa ser contatado caso ocorra alguma atividade suspeita.

  • Cuidado com chamadas e e-mails suspeitos

Tenha cuidado com chamadas e e-mails que peçam informações pessoais ou financeiras, como senhas, números de cartão de crédito e dados bancários.

O INSS nunca solicita essas informações por telefone ou e-mail.

  • Denunciar atividades suspeitas

Se você notar atividades suspeitas em seu extrato do INSS ou receber chamadas ou e-mails suspeitos, entre em contato com o INSS imediatamente e registre uma denúncia.

Quanto mais cedo você agir, mais fácil será resolver qualquer problema e proteger suas informações. Você pode fazer isso dentro do Meu INSS (site ou aplicativo do celular) ou pela Central 135 do INSS.

  • Bloqueie a opção de Empréstimos no Meu INSS

Essa pode ser uma das mais importantes opções de segurança.

Fazendo bloqueio de empréstimos, não tem como, alguém que tenha seus dados fazer um empréstimo.

Veja o passo a passo para fazer isso:

1. Pedir o serviço:

    1. Entre no Meu INSS;
    2. Clique no botão “Novo Pedido”;
    3. Digite o nome do serviço/benefício que você quer;
    4. Na lista, clique no nome do serviço/benefício;
    5. Leia o texto que aparece na tela e avance seguindo as instruções.

Se não for finalizado na hora o seu pedido, você acompanha-lo:

2. Para acompanhar e receber a resposta do seu processo:

    1. Entre no Meu INSS;
    2. Clique no botão “Consultar Pedidos”;
    3. Encontre seu processo na lista;
    4. Para ver mais detalhes, clique em “Detalhar”.

Se você tiver alguma dúvida no site ou no aplicativo, pode entrar em contato também pelo 135.

4. Não tomei cuidado e acho que cai no golpe, o que faço?

Se você suspeita que caiu no golpe do consignado de aposentados, é importante agir o mais rápido possível para minimizar os danos financeiros.

Vejam as medidas que você pode tomar:

  • Entre em contato com o banco ou a instituição financeira

Entre em contato com a instituição financeira com a qual você tem o consignado e informe que suspeita ter sido vítima de fraude.

Peça o cancelamento imediato do empréstimo e o bloqueio de sua conta.

  • Registre uma denúncia

Registre uma denúncia na Polícia para que as autoridades possam investigar e tomar as medidas necessárias.

Se a sua tentativa de bloqueio no banco não der certo, vá até o Procon da sua cidade e conte tudo para que eles possam te auxiliar nas tratativas com o banco.

  • Acesse o MEU INSS

Acesse o MEU INSS para verificar se houve alguma movimentação indevida em sua conta, como solicitações de empréstimos ou benefícios que você não fez.

Se você encontrar alguma atividade suspeita, registre uma reclamação no sistema.

  • Altere suas senhas

Altere todas as suas senhas, incluindo a senha do MEU INSS, e escolha senhas fortes e únicas que não possam ser facilmente adivinhadas.

  • Monitore sua conta bancária

Monitore regularmente sua conta bancária para verificar se há movimentações suspeitas. Se encontrar algo fora do comum, entre em contato com o banco imediatamente.

Lembre-se, quanto mais rápido você agir, maiores serão as chances de minimizar os danos financeiros e evitar que a fraude se torne ainda maior.

Além disso, é importante ficar atento a futuras tentativas de golpe e tomar medidas para proteger suas informações pessoais e financeiras.

5. Conclusão

Os golpistas utilizam diversos métodos para enganar as vítimas, como ofertas vantajosas, solicitações de informações pessoais e financeiras e falsos representantes de instituições financeiras.

Para evitar cair em golpes como esse, é importante as dicas de proteção que contamos hoje para vocês.

Caso suspeite de ter sido vítima do golpe, corra. E faça o que recomendamos.

Proteja os seus dados no INSS, evite compartilhá-los com terceiros e use o Meu INSS para acessar informações e serviços relacionados à sua aposentadoria ou pensão.

Ainda tem dúvidas?! Ou está inseguro.

Caso você precise, procure um advogado previdenciário de sua confiança, para te ajudar.

Gostou?

Compartilha para todo mundo que precisa saber o assunto.

Fico por aqui, grande abraço!

Compartilhe esta publicação no Whatsapp
LEOMAR MOZZER
LEOMAR MOZZER

OAB/ES 30610
Advogado Especialista em Direito Previdenciário, sócio proprietário da Mozzer Advocacia. Flamenguista que ama ajudar os segurados do INSS a receber o melhor benefício.

Compartilhe este Post!


Segurança dos seus dados
Nosso site coleta informações para melhorar sua experiência, mas não usamos para outros fins.
Leia nossa política de privacidade e de cookies.